Ministro Nathi Mthethwa da África do Sul fala sobre a História de Mandela

Da Redação

jornalista Milton Atanazio da Revista VOX e Brazilian News

O ministro Sul-africano de Artes & Cultura, Nathi Mthethwa chegou ao Brasil nesta semana e concedeu uma coletiva de imprensa aos jornalistas Fabiana Ceyhan (Brasilia in Foco), Eduarda Sahlit (Brasilia in English) , Milton Atanazio (Revista VOX e Brasilian News) e Malu Silva (Blog da Malu), no dia 12 de setembro, na sede da Embaixada da África do Sul em Brasília.

jornalistas Eduarda Sahlit e Fabiana Ceyhan

 

Nathi Mthethwa está acompanhando as atividades comemorativas da Semana Cultural da África do Sul, que acontece de 11 a 15 de setembro de 2018, como parte das celebrações do centenário de Nelson Mandela.

Abaixo trecho de alguns questionamentos formulados por Malu Silva:

 

 

jornalista Malú Silva e o ministro Nathi Mthethwa da África do Sul

 

Qual a marca deixada por Nelson Mandela na África do Sul?

Mthethwa – O Presidente Nelson Mandela desempenhou um papel fundamental para formar a África do Sul de hoje, garantindo que as pessoas se aproximassem e tentassem se unir sempre, porque ele nunca deixou de pregar que esse mundo pertence a todos nós. Devemos fazer tudo para garantir que seja um lugar melhor para se viver.

O centenário de Mandela está sendo comemorado este ano. O que os sul-africanos estão achando dessa enorme celebração?

Mthethwa – Os sul-africanos estão entusiasmados com tudo isso que vem acontecendo. As Nações Unidas fizeram da data de aniversário dele um Dia Internacional – o dia para fazer o bem à sociedade. Este ano, no entanto, nós estamos ainda mais felizes, porque é o ano de seu centenário – se ele tivesse vivido até os 100 anos, seu aniversário seria agora. O mundo todo está realizando eventos e ações de todo tipo para lembrar Nelson Mandela. É um grande privilégio.

Quais outras atividades estão previstas para acontecer este ano por ocasião do centenário de Nelson Mandela?

Mthethwa – No dia 24 de setembro, o Presidente da Assembléia Geral da ONU, o Secretário Geral e o Presidente da República da África do Sul irão inaugurar uma estátua de Mandela na recepção da sede da ONU, em Nova York. Será o rosto das Nações Unidas a partir de 24 de setembro. Imediatamente após a cerimônia, os chefes de Estado dos 193 países-membros da ONU participarão da Cúpula da Paz Mundial de Nelson Mandela. “É uma grande honra ter Nelson Mandela reconhecido como representante dos Direitos Humanos pelo mundo inteiro.

*Com informações dos jornalistas Malu Silva, Fabiana Ceyhan, Eduarda Sahlite  e Milton Atanazio

Share

Deixar uma Resposta